segunda-feira, 17 de julho de 2017

Ventilador de teto na decoração

Dia desses, conversando com um amigo de muitos anos que fotografa, entre outras coisas, decoração, ele comentou que tem um certo trabalho na hora de editar as fotos dos projetos que participa. E o motivo me provocou: ele disse que dá muito trabalho "apagar" o ventilador dos ambientes fotografados.

Não quero parecer a "advogada do diabo", mas como usuária do item, venho aqui defendê-lo. Quero mostrar que é sim um item digno de exibição. Basta escolher o modelo certo.

Por que o defendo: dependendo do ambiente ou da ventilação natural da casa, o ventilador é um amigão na hora de dar aquela refrescada sem pesar na conta de energia, ou sem ser necessário dispender de um alto valor (como é o caso de compra/instalação/manutenção) para obter uma casa mais fresquinha.

Meu apartamento, por exemplo, é bastante ventilado em todas as estações do ano. Mesmo nos dias mais quentes do verão a ventilação natural ajuda bastante. Mas eu sou manauara, e aprendi a dormir com aquele barulhinho da ventilação. não sei dormir sem ar-condicionado ou ventilador.

Eu resolvi colocar as imagens abaixo pra motivar o uso do ventilador de teto. Veja que as casa são lindas, e os ventiladores também. Logo, chego à conclusão de que não é o ventilador que deve ser "apagado" nem das casas nem das fotografias. É o dono do ambiente que precisa escolher modelos mais bonitos.




















Nenhum comentário:

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...