segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Perda de peso e resoluções de ano novo

Então... ano passado eu não estava me sentindo eu mesma em dois quesitos: leituras e ganho de peso.

Eu havia praticamente parado de ler. Não sei quantos livros li ano passado, mas não me lembro de ter concluído a leitura de nenhum. NENHUM! Isso mesmo. Nenhum. Eu me lembro de ler dois livros enormes e densos, mas não cheguei ao final de nenhum deles. Logo eu, que tinha o costume de ler um ou dois livros por mês (sem contar os livros técnicos, porque leitura por obrigação eu nem conto). 

Este ano retornei ao meu querido clube do livro (de Brasília), e mesmo sem poder participar dos encontros, ainda assim é um bom jeito de me manter conectada às minhas amigas brasilienses. Estou terminando um desses dois que li durante o ano passado (O homem e seus símbolos, de Carl Gustav Jung, que pra mim que sou "encafifada" com essa coisa de psicanálise Jungiana, símbolos, sonhos, etc) e estou terminando de ler o livro de janeiro "Vida e proezas de Alexis, Zorbás", antigamente lançado com o nome "Zorbás, o grego", de Nikos Kazantzakis. O próximo da lista é "A sombra no vento", que devo iniciar ainda esta semana. Também devo retomar o maravilhoso e provocador "Mulheres que correm com os lobos", que me fez muito bem na época em que comece a ler... tanto que só falta um pedacinho pra eu acabar. 



A segunda coisa que me incomodou MUITO foi meu ganho de peso. Calculo um prejuízo de uns 15 quilos acumulados no panceps (acho que o nome científico da coisa é circunferência abdominal), tríceps (famoso tchau-tchau), na cara (minha sogra um dia desses me disse que eu tenho cara de frigideira (a gente deixa isso pra lá, né? #sóquenão!)... e na bunda, também conhecido como "gostosura em braille" celulite! 

No carnaval eu estava assim: 1,70m - 70 kg.

#Gostosa Curvilínea!

Mas aí veio o início do namoro, comer fora de casa o tempo todo, muitas noites de vinho, queijos, restaurantes excelentes, delícias e etc... e ganhei 15 quilinhos. Como tenho 1,70m de altura, o estrago se espalhou e hoje estou assim (na verdade essa foto é de ontem, numa maluquice trilha que fiz com o meu namoradinho e o Grupo Vivendo SuperTramp):

Quase 14 kg acima do peso indicado pra minha altura. Tamanho GG (de Gata Gostosa).

Como o namorado também precisa fazer atividade física, aproveitamos e nos matriculamos numa academia pertinho de casa, desde o início de janeiro. Minha alimentação está se modificando aos poucos: pouquinho carboidrato, nada de açúcar e frituras. De vez em quando um refrigerante zero (mas eu vou eliminar!), e um doce de vez em quando (um tiquinho de nada). Não sei se estou no caminho certo. Vejo tanta gente falando tanta coisa diferente, e dando receita pra isso e pra aquilo no que se refere à alimentação, que eu decidi fazer meu caminho com a ajuda da academia, da nutricionista, de Deus e do namorado, que tem sido um anjo pra me ajudar a manter o foco e atingir minha meta. 

Falando nisso, meu peso hoje está assim:

Claro que não vou tirar aquela famosa foto 
de biquini do "antes-e-depois". Nem a pau, Juvenal!

Minha meta até 06 de dezembro de 2015: 60 quilos / Bunda durinha (porém macia) / Barriga de gente normal (daquelas que ninguém pergunta se você está grávida ou não) / Braços magros / Costa definida / Rosto fininho. Acho que já fui longe demais, né? Bora trabalhar pra isso acontecer!


Procurei alguma referência de medidas REAIS na internet e achei um site que tinha uma postagem sobre musas do carnaval, em 2011, onde achei essa moça com esse corpão pra me inspirar e me motivar. Afinal, como referência de beleza, prefiro ver uma mulher bonita do que uma bola de ferro. Essa moça aqui, ó:

E que venha músculo, e que se vá (para nunca mais voltar) a banha localizada! Xô!

Essa foto eu tirei do site de um moço. Clica aqui pra conhecer.


Por enquanto é só!


Beijos!




Nenhum comentário:

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...