domingo, 22 de setembro de 2013

Me sinto só

Depois de 13 anos fora de casa todo mundo te soa estranho, nada é familiar... Nenhum lugar tem gosto de estar em casa, ninguém mais é sua mãe ou seu pai, e você não é mais filha de ninguém. Sem referência, nem você mais se reconhece. Não se pode cobrar que ninguém ocupe os espaços, na vida e nas emoções, que seriam dos pais, dos irmãos, dos primos, dos tios. Não me reconheço em ninguém, não sei quem são meus amigos, tenho dúvidas de quem eu sou, se é que um dia eu soube.

Nenhum comentário:

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...