quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Mude a semente se não gosta do fruto que colhe

E daí eu resolvi mexer aqui nos textos salvos como rascunho e resolvi postar isso. O escrevi em 10/01/2013. ;)
__________________________________________________

É isso que eu tenho tentado. Honestamente eu tenho tentado fazer isso. Ainda não colhi os resultados, mas nenhum bom fruto se mostra imediato. Estou falando de uma relação amorosa, essa bendita relação que tem sido a tônica de tantos posts nesse blog.

Até a um tempo atrás eu estava indo pelo método tentativa-erro. Conhecia alguém, não me divertia quase nada no processo e enquanto estava ficando percebia se tinha ou não afinidade comigo. Esse processo é as vezez lento, as vezes rápido e sempre dolorido. No fim das contas eu sempre chego à mesma conclusão: eu sou uma mulher bonita, divertida, inteligente, trabalhadora, elegante, extrovertida, e carente... e por isso as vezes eu beiro a maluquice.

Hoje eu deixo pouquíssimos homens se aproximarem de mim, e quase sempre eles vêm apresentados por outros amigos (o mínimo de referência, por favor!). O cara perde pontos quando me olha dos pés à cabeça sem a menor elegância e discrição, o cara também perde ponto quando tenta me beijar no primeiro encontro. Aqui no Rio isso é complicado porque a negada chega junto e chega forte, então você tem que ser ainda mais incisiva e até grosseira quando logo se vê que se trata de alguém que você não quer que chegue à intimidade do beijo ou contato físico. Me dedico a ser educada e quando vejo que vale o risco até troco telefone.


Nenhum comentário:

Aplicada a conhecer e entender de Cinema

Então... há algum tempo eu ando incomodada com o meu pouco conhecimento sobre cinema aliada a uma péssima memória dos filmes que assisto. Co...