sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Como usar leggings



Ta aí um tipo de roupa que eu AMO: leggings! O melhor deste tipo de peça é a possibilidade de arrancar o salto e colocar uma sapatilha ou um chinelinho e continuar linda no meio do dia :D

Beijos!

segunda-feira, 20 de agosto de 2012

Cachinhos

Dica para cabelos cacheados: dormir e acordar com os cachinhos no lugar. Gosta de turbantes? Dá o play! ;)


 

terça-feira, 14 de agosto de 2012

Meu plano

Meu plano era deixar você pensar o que quiser
Meu plano era deixar você pensar
Meu plano era deixar você falar o que quiser
Meu plano era deixar você falar
Coisas sem sentido, sem motivo, sem querer
Andei fazendo planos pra você

Engano seu achar que fosse brincadeira
Engano seu
Aconteceu de ser assim dessa maneira
O plano é meu
Mesmo sem motivo ,sem sentido, sem saber
Andei fazendo planos pra você

Pra você eu faço tudo e um pouco mais
Pra você ficar comigo e ninguém mais
Largo os compromissos
Deixo tudo ao largo
Você tenta em vão me convencer
Que é melhor não fazer planos pra você

Meu plano era deixa você fugir quando quiser
Meu plano era esperar você voltar
Engano meu achar que o plano é passageiro
Engano meu
Acho que o destino antes de nos conhecer
Fez um plano pra juntar eu e você

Pra você eu faço tudo e um pouco mais
Pra você ficar comigo e ninguém mais
Largo os compromissos
Deixo tudo ao largo
Você tenta em vão me convencer
Que é melhor não fazer planos pra você


___________________________

Mesmo sem você ter prometido absolutamente nada, fiz planos pra mim e pra você. E apesar de um dia eu ter prometido nunca mais te fazer ou te oferecer canções, também planejei burlar todas as minhas regras idiotas criadas exclusivamente pra tirar você da minha vida e do meu pensamento.

Música do Lenine.

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Sem título


A gente foi adiante
Além de brilho no olhar
A nossa pele ditou
Em que idioma falar
E quando a língua complicou
Deixamos silenciar
Porque a pele é que soube
Em que idioma falar

Conhecer e se deixar
Ser conhecido
Acordou meu coração
Adormecido
Eu já sei
Um dia a vida nos diz
Que aquilo que nos deixa feliz
Navega distante em outros mares
Aroma suave de outros lares
Palavra que não se bendiz
Sorriso que não nos comove mais
Canções que já não trazem paz
Memórias se tornam hostis

O teu sorriso sincero
me disse sim de uma vez
minha risada honesta
sentenciou um talvez
um encontro de terra e mar
foi uma rima clichê
Nó, colisão do instinto
Que ninguém pôde prever.




Ainda está faltando alguma coisa neste texto, e eu não sei o que é mas resolvi publicar mesmo assim. Ontem enterrei uma história que nasceu dia 06 de março de 2012. Foi melhor assim.

Por aqui, tudo em paz.

Post editado em 15/08/2012 as 22h18. E ainda falta alguma coisa. :(

Beijos!

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...