segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Resoluções de ano novo e o pé na jaca do primeiro dia

É a minha cara fazer isso: num instante determinar todas as mil coisas mirabolantes que vão mudar a minha vida, e no segundo posterior fazer absolutamente tudo ao contrário, me boicotando como se não houvesse amanhã. Seja bem-vindo, 2012!

 Qualquer um que me acompanha minimamente sabe que eu queria muito alguém para chamar de meu, mas nos últimos dias eu tenho pensado que não tenho conseguido cuidar de mim e por isso como vou cuidar de outra pessoa? Não tenho conseguido me dominar, me controlar. Como vou controlar um lar? Não tenho conseguido ser disciplinada para fazer o que tem de ser feito, como vou conseguir disciplinar crianças?

Estou mal por isso. Peço pra Deus que eu consiga tomar atitudes diferentes este ano e que eu pare de me boicotar. Estou como a Re Bordosa está sempre: de ressaca física e moral. A diferença é que eu não tenho aquela clássica banheira.

No fim das contas, vi no facebook (não consegui encontrar) uma imagem que diz exatamente o que eu preciso fazer: "Não é 2012 que tem de ser diferente. É você!" Então vamos lá cumprir as resoluções de Reveillon.


Feliz ano novo!







Nenhum comentário:

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...