Redescobrindo estas canções



Na branca espuma do mar que deixei meu coração se dar.
Só resta a intenção de se deixar...
Vou te levar numa onda de paixão
Não vou parar nunca pra pensar.

Sonho com o vento que não sopra mais
Gotas de um momento que não conta mais
E a chuva na montanha
E o rio que vai pro mar

Na branca espuma do mar que deixei meu coração se dar
Só resta a intenção de se deixar...
Vou te buscar de uma sombra de pura paixão
Não vou parar nunca de te amar.

Brilha a luz do orvalho que nunca partiu
Como este rio que não se decidiu
Se é rio da montanha
Se é rio que vai pro mar

Sonho com o vento que não sopra mais
Gotas de um momento que não conta mais
Se é chuva na montanha
Se é rio que vai pro mar
De toda a correnteza que tudo vai levar...







Não é céu sobre nós
Dele essa noite não veio e muito menos vai o dia chegar

Se chegar, não é sol
Quem sabe a luz de um cigarro que desaba do vigésimo andar

É fogo, mora...  Deixa essa brasa descer lá fora
Deixa o mundo todo queimar
É cedo, cedo.
Fica comigo, me abraça, que calor melhor a rua não dá.

Não é céu sobre nós
Se fosse o céu que se conta não seria a ponta acesa a brilhar

Se brilhou, não é sol
Se fosse o sol desabando nem meu quarto ia poder te salvar

É fogo, mora... Gente na brasa a gritar lá fora
Só nos falta Nero cantar
É cedo, cedo.
Fica comigo, me abraça, que calor melhor a rua não dá.

Não é céu sobre nós
 Não vimos noite passando e essa luz não fez o galo cantar

Se cantou, não é sol
Dia nascendo normal, a gente acorda e não costuma gritar

É fogo, mora... Deixa essa brasa sumir lá fora
Deixa o galo nos acordar

É cedo, cedo.
Fica comigo, me abraça que calor melhor a rua não dá.




Depois dessa... recado dado. Beijos e boa noite a todos!

Comentários

Anônimo disse…
Vitor Ramil! Ótimo gosto tu tens! Um dos maiores artistas contemporâneos no Rio Grande do Sul. Curto muito. Beijos guria. ;)

Postagens mais visitadas deste blog

Iluminação sem gesso

Cortinas para a casa nova dos meus amigos Lai e Lu

Discurso que proferi na minha colação de grau do curso de Arquivologia, da UnB, dia 03 de fevereiro de 2009, em Brasília.