O medo de amar é o medo de ser livre

"O medo de amar é o medo de ser livre para o que der e vier. (...) O medo de amar é o medo de ter de a todo momento escolher com acerto e precisão a melhor direção. (...) O Sol despertou mais cedo e secou o medo dos olhos de quem foi ver tanta luz!"

 

Príncipes e sapos, todos têm os mesmos defeitos: inseguros, confusos, contraditórios. Todos estão dentro das expectativas. Todos são medrosos.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Iluminação sem gesso

Cortinas para a casa nova dos meus amigos Lai e Lu

Discurso que proferi na minha colação de grau do curso de Arquivologia, da UnB, dia 03 de fevereiro de 2009, em Brasília.