sexta-feira, 8 de julho de 2011

Essa minha paixão por botas

Devo confessar que sou apaixonada por botas, mas moro num lugar onde o uso fica bastante limitado. Brasília é assim: um friozinho delicioso a partir da noite, madrugada e início da manhã, mas não ouse sair de casa sem um plano climático "B" para se vestir, pois após às 9h da manhã o calorão e a secura castigam. já te contei que aqui no DF somos adeptas da "moda-cebola"? Funciona assim: Você sai de casa toda cobertinha com camadas: uma regatinha básica, uma camiseta de manga, uma camisa de manga e uma jaqueta. Ao longo do dia você vai tirando essas camadas de roupa ao passo que o calor vai aumentando. E no fim do dia vai recolocando as peças porque a temperatura vai caindo com o sol.

Eu gosto muito de botas, mas por causa da temperatura aqui eu só tenho três:

  1. uma preta de cano curto (hoje, por acaso estou com ela) com salto de uns 10 centímetros, e apesar disso confortável;
  2. uma marrom de cano longo e salto baixo (deve ter uns 5 cm de salto);
  3. uma recém-adquirida marrom de cano alto e salto alto (deve ter uns 12 ou 13 cm).
A bota preta eu uso direto pra trabalhar. Ela é confortável e básica, vai com todas as minhas calças e eu adoro usar com jeans e camiseta ajustadinha. A primeira bota marrom que eu mencionei usei pouquíssimo: nas três vezes que fui ao Rio Grande do Sul, ano passado, com vestido curto uma vez aqui em Brasília, e uma ou duas vezes em Sampa. Eu gosto muito dela pois ela é toda acolchoada por dentro, esquenta a canela que é uma beleza e eu posso andar o dia todo que ela não me cansa... no entanto o mesmo acolchoado junta todo meu suor... e eu tenho hiperidrose. Resultado: só posso usar poucas vezes, e MUITO CUIDADO com a higiene da bonita!

Essa última aquisição é mais ou menos nesse modelo (o couro da minha é um pouco mais claro):

O fato é que eu fiquei com dúvidas de que forma poderia usar a minha, de forma que ela fosse melhor utilizada... porque uma coisinha linda daquelas não pode ficar guardada impunemente. Então fui buscar referências na internet e descobri que dá pra fazer muitas gracinhas com ela.

Usar com short ou bermudas (odeio bermudas - sou do tipo que usa short ou calça, ou é curto ou é longo, e o mesmo vale para os canos das botas):


Usar com saias ou vestidos:

Que grávida mais elegante, minha gente! Adoro o terninho longo disfarçando o vestido justo.

Eu não curto roupas com estampa xadrez, mas essa padronagem discreta me fez repensar. Lindinha, né?

Tá com frio? Usa assim: segunda pele + vestido + meia + bota. Eu, particularmente, não gosto. Na hora da friana boto uma calça.

Com esse vestidão confortável eu usaria! :D 

Achei fofo. Adoro esse vestidinho jeans. Eu já usei, mas me deixa "reta".

E o clichê que eu adoro: Bota por cima da calça justa!

Essa é a ideal pra Brasília. Esquentou? Tira a sapatinha da bolsa e arrasa!

Olha a "over knee" sonho de consumo ali atrás da Miley Cyrus!
Já falei da Over Knee, essa botona linda, aqui neste post e só não comprei uma porque nunca achei uma bacana aqui, só aquelas de "traveco dos anos 90" das sapatarias ordinárias do Conjunto Nacional.

Chega de firulas. Hoje é sexta-feira, dia de arrasar no visual. Mais tarde vou assistir o trabalho de final de curso dos meus amigos na UnB e depois vou tomar "meus bons drinque" com eles num boteco, porque tô linda, tô bem acompanhada e vamos arrasar. :D

Tchau, gente!

Nenhum comentário:

Aplicada a conhecer e entender de Cinema

Então... há algum tempo eu ando incomodada com o meu pouco conhecimento sobre cinema aliada a uma péssima memória dos filmes que assisto. Co...