terça-feira, 19 de abril de 2011

Aniversário de Brasília

Coisas legais para ver amanhã, dia 20 de Abril, na Esplanada dos Ministérios:

20 de Março
PALCO / HORÁRIO / SHOW
Praça de Alimentação 21h20 Saia Bamba
Praça de Alimentação 22h     Adora Roda
Praça de Alimentação 1h20   Pé de Cerrado
Brasília 23h50 Ellen Oléria
Brasília 00h30 Monobloco
Palco das Cidades 00h Atitude Feminina

21 de Março

PALCO HORÁRIO SHOW
Brasília 18h30 Artistas de Brasília e Orquestra Sinfônica
Brasília 20h Orquestra Sinfônica e Martinho da Vila

Nos vemos lá!

Beijos!

sábado, 16 de abril de 2011

Programação aniversário de Brasília

Eu nem curto essas festas populares, e absolutamente odeio shows para a população, mas essa foi a programação mais interessante de comemoração do aniversário de Brasília que eu já vi. Pela primeira vez em 11 anos vou pegar meu tênis, protetor solar e caminhar pela Esplanada no feriado. A noite tmb terão muitas atrações bacanas. Os artistas de Brasília estarão lá mostrando seu trabalho, e isso é lindo!

Depois vou destacar aqui as atrações que eu gostaria de ver.

Para conhecer a programação, clique aqui. No fim da página tem o quadro completo de horários para download.


Amo esta foto. Eu cliquei num dia muito feliz de turismo em Brasília, com a minha mãe, em dezembro de 2006. :D

Tudibão?

Comigo tá. Semana boa demais. Trabalho andando devagar, mas andando. Dia do beijo (quarta-feira passada) luxuosamente acompanhada de pessoa nova que agrega novas coisas, músicas e imagens. Contas sendo pagas e atualizadas. Paz e sossego.
Tudo bem, confesso: ainda estou ansiosa pela mudança de cidade, pelo resultado do concurso da Aeronáutica, mas sei que o que vem pela frente é bom e está sob o controle de Deus.

Esta semana o presente que comprei para um amor em Lisboa chegou às mãos dele e ele adorou: um livro do Sebastião Salgado e um dvd do Vinicius de Moraes. Queria ter ido embalada para presente para ele, mas não deu.

Ontem (sexta) eu fui me encontrar com meus queridos ex-estagiários e atuais amigos. E foi uma noite de muitas risadas. adoro a companhia deles!

Agora vou dormir. Beijos!

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Oie!

Tudo certin, meu povo?

Eu ando impaciente pelos mesmos motivos que todo mundo já sabe... tenho a sensação que minha vida não anda. E se não anda a culpa também é minha. Hoje eu estava pensando sobre isso. Dois anos se passaram após o fim da minha graduação e parece que eu ainda estou no mesmo lugar:

  1. Não engravidei;
  2. Não construí nenhum patrimônio pra chamar de meu: casa, carro, uma jóia, uma obra de arte, coisa nenhuma!
  3. Não tenho um emprego de gente adulta;
  4. Não passei em um concurso de gente adulta, e os concursos de adolescentes que eu passei ainda não me convocaram pro trabalho. Tah bem, devo confessar que não estudei decentemente pra nenhum concurso, nem os de gente grande nem os de gente pequena...
  5. Não mudei de cidade (oh! que agonia!);
  6. Me separei do marido e ainda não divorciei (e eu considero isso como um retrocesso, sim!);
  7. Não tenho alguém de qualidade pra chamar de meu (nem sem qualidade, aliás);
  8. Não fiz ainda nenhuma viagem relevante, aliás, ainda não tive férias na vida;
  9. Comecei e não conclui a pós-graduação (porque eu estava fazendo pós, me separando, emagrecendo de tanto sofrer, tudo-junto-ao-mesmo-tempo-agora);
  10. Não escrevi muito menos publiquei nada científico para colaborar com minha profissão...
Chega, né? Falta de vergonha na cara tem limites.

Parece que minha vida continua num stand-by sem fim. Parece que eu estou esperando minha vida começar em algum lugar longe daqui. A sensação é que eu estou na barriga da mamãe esperando pra sair, pra nascer! Já pensei em fazer natação, teatro, fotografia, cursinho de português, dança de salão, continuar na academia... mas quando eu penso em me matricular para apenas um mês (porque eu sempre tenho a esperança de que no mês que vem eu não estarei mais aqui), conhecer gente, gostar do que estou fazendo, e todas as coisas envolvidas no processo de começar algo novo nesta cidade, me dá um desânimo tããããão grande! Nem à igreja eu quero ir por este motivo. (Tah bem, não vou entrar nesse assunto da igreja).

Falando de coisa boa: sexta-feira passada eu reencontrei o Fabinho, primo querido que eu não via desde 2006. Pessoas agradáveis só mudam para a melhor com o tempo, né? Papo super bom! Fui com ele e a Pixa para a festinha Mundo Racional. No sábado e domingo só dormi.

Hoje vi uma entrevista que me chamou a atenção em alguns aspectos da fala do entrevistado, que vou descrever após o vídeo. Saca só:






  • Se você não pode ser feliz sozinho você não pode depender de alguém pra te trazer felicidade;
  • Se você espera uma relação de felicidade, de dança, de riso, de alegria, você temq ue entrar na relação carregando isso com você. Quando se entra inteiro numa relação você já entra com o teu riso, com a tua dança e com a tua felicidade. Você aprende com o outro e ensina a ele, e se você não combinar e não se harmonizar com o outro, caia fora porque não vale a pena;
  • Você não pode deixar de viver a vida que leva, ou de ser quem é e abandonar o que gosta por alguém porque assim você deixa de ser quem é... porque o que você precisa é de pessoas que te acrescentem;
  • O único, primeiro e maior amor da vida da gente é o amor próprio (achei incrível esta frase!);
  • Nessa era superficial a mulher chega primeiro no pênis pra depois chegar no homem, e o homem chega primeiro na vagina para depois chegar na mulher. Inverteu-se um processo e não existe mais o processo de conhecer a pessoa, o humano, o que é fundamental;
  • Todos estão preocupados em dizer o que é ser homo, o que é ser hetero, e ninguém preocupado em saber o que é ser humano;
  • Eu era ciumento até aprender que a gente não perde o que a gente não tem.
Pensei muito nesses itens que destaquei. Cheguei na entrevista através do site do Casal Sem Vergonha.

Beijos!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

Enquanto a estrada não chama...

Tenho sonhado (acordada) com muitas coisas. Algumas delas estão próximas de mim no plano real, outras nem tanto... mas uma hora outra, todas elas vão chegar na minha vida. Porém duas coisas estão mais presentes nos meus pensamentos:

  1. Mudar de cidade: Sampa está nos meus sonhos, e eu estou só esperando a convocação do concurso que passei para me mudar para lá. Só de lembrar que eu nem acreditava que passaria neste, e Deus me deu um rumo na vida... Eu estava tão perdida e sem propósito em Brasília! Mas eu tenho uma novidade: desde o ano passado estou aplicada ao concurso para oficial da Aeronáutica (sim, eu ja tinha feito este concurso em 2009 e passei longe da quantidade de vagas), e desta vez cheguei muito perto. São quatro vagas e estou em quinto lugar. Fui aprovada em todas as etapas: prova escrita, prova de saúde, prova física) e agora é torcer para que eu suba uma posição ou aumentem o número de vagas. O detalhe: a vaga é para o Rio de Janeiro, e eu estou começando a achar muito boa a idéia de morar no Rio;
  2. Uma casinha nova, onde vou fazer uma parede bem grande com fotos dos artistas, cantores e bandas que formaram a minha essência musical ao longo do tempo. Tenho pesquisado muitas imagens e já estou sonhando com uma parede igualzinha à do bar Cult22, que tem aqui pertinho de casa, onde as paredes do local de shows são forradas de fotos de artistas. Amei a parede!
Muita gente tem me perguntado quando eu finalmente vou me mudar, porque afinal de contas eu falo nisso todos os dias. Confesso que estou bastante ansiosa, mas não tenho esta resposta. Vai acontecer no dia que eu não estiver nem lembrando, serei pega de surpresa. Aposto. As melhores coisas da vida acontecem quando a gente menos espera.

Para agora não quero um amor para compromisso, só para companhia... Ouvi uma música da rapper brasiliense Flora Matos que explica bem o que eu tô querendo:

"Fica só pra esperar o sol.
 Chega só pra esperar o sol
 Fica do meu lado até o sol chegar
 Enquanto a estrada não chama..."

Curte aê:



Sobre isso, hoje eu escutei a seguinte pergunta: "E se você se apegar a esta pessoa?". A única resposta que posso dar é: Será uma grande ironia do destino, e uma enorme sacanagem da vida. Mas o pior não é eu me apegar... o pior é acontecer de forma recíproca... Né? ;)

Amanhã é dia de balançar ao som da Festa Mundo Racional. Bora?

















Um grande beijo!

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Sexta-feira linda de sol!

Impossível não estar bem neste dia tão lindo. Hoje o céu está tão azul, o sol tão brilhante que não combina com mais nada que não seja paz, satisfação, contentamento, alegria, cores. To com vontade de almoçar na beira da praia de Brasília (Lago Paranoá). Alguém me convida? Olha só que delícia:


Um petisco, uma caipirinha bem docinha, um bom papo... Uma boa sexta-feira brasiliense. Gosto daqui. Gosto mesmo. Gosto dessas coisas daqui, e só daqui de Brasília. Mas hoje vou almoçar aqui pertin do trabalho mesmo, porque estou sem carro, e em lugar bom você não chega de ônibus. Aliás, nem em lugar ruim você chega de ônibus nesta cidade.

Bem... passei só pra elogiar o dia e desejar a todos um final de semana bem divertido, colorido, ensolarado, cheio de paz e de saúde. 


Sabe o que eu vou fazer no meu fim de semana? NADA! Ô Maravilha! Só vou dormir e ler. Tô cheia de livrinhos novos para me divertir. Tô cheia de sono. Tô cheia de vontade de ficar quietinha e sozinha na minha casa, curtindo minha própria companhia.

Beijos!

Aplicada a conhecer e entender de Cinema

Então... há algum tempo eu ando incomodada com o meu pouco conhecimento sobre cinema aliada a uma péssima memória dos filmes que assisto. Co...