terça-feira, 15 de março de 2011

Mais um dia de pesquisa pro trabalho

Estou aqui no meu trabalho pesquisando a história do meu cliente e percebendo que muitas vezes para entender essa história eu preciso conhecer muito bem a geografia. 11h14

__________________________________________

Como diria o Pichu: o problema é todo do arquivista. A gente tem que saber de Direito, de Administração, de informática e Tecnologia, de Web, de Política, de Linguística, de Geografia... de um tudo nessa vida pra realizar nosso trablaho com a mínima decência. 11h54

__________________________________________

Biblioteca é o eterno lugar para azaração, né? Ontem tinha um cara me sacando. Eu fiz carão pra ele e ele fugiu. Hoje tem um casal na mesa ao lado que fala tão baixo, mas tão baixo, que eu desconfio que eles estejam se comunicando por telepatia. Ah que maldade comigo! Queria fazer como a Elisa Lucinda e prestar
atenção na conversa dos pombinhos. Apesar que eu aposto que eles só estão falando sacanagens. Pela cara dela dá pra ver a malícia...:p

Liquidação do inferno. Débito de hoje: dois pares de sandálias lindas, super confortáveis, e bem baratinhas. Juro.

Débora Carvalho vai trabalhar comigo de novo! Começa amanhã a me ajudar a fazer o diagnóstico da instituição.Ueba! :D Tõ com tanto medo de não dar conta deste trabalho que estou quase chamando esta fase de DIABInóstico. 13h40

__________________________________________

Tô com saudade das conversas com o Pichu. As vezes ele tinha saco pra me ouvir falar mal do meu trabalho. Agora vou trabalhar. Tchau! 13h41

__________________________________________

O cara para o qual eu fiz carão acaba de retornar e eu tô muito sem graça porque ele fica me oolhando com aquela cara de quem quer se aproximar. Posso processá-lo por assédio no trabalho? Sabe como é... tô precisando de uma graninha extra :D Quem acha que sou piriguete morde a língua uma hora dessas, porque quando sou xavecada fico MORTA de sem graça e nunca sei como reagir. Aliás, sei sim: reajo sempre como uma pateta. 14h29
__________________________________________


Biblioteca é um inferno, e uma delícia. Acabei de achar um livro lindo: Mulheres negras do Brasil, da Editora SENAC. Vou procurar pra mim. 16h40

Nenhum comentário:

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...