domingo, 13 de fevereiro de 2011

Será que respondi?

Dia desses eu estava aqui deitadinha, pensando cá com meus botões, e como num estalo, me veio uma idéia na cabeça: acho que descobri a resposta para as perguntas finais deste post. Meu público alvo é complicado demais, minha gente!

Hoje eu sou uma mulher de 29 anos, recém separada, que continua com o sonho de rainha de amar um macho alfa que construa comigo família unida, casa espaçosa, filhos educados, almoços de domingo, férias na praia e chuveiro no quintal. Essa sou eu.

No entanto, passei os últimos dez dias trabalhando loucamente, dormindo somente das 2h da madruga até 7h30 da manhã e acordando feliz pra ir trabalhar. Sabe o que é isso? Uma fuga. Um afastamento daquilo que me causa solidão: eu não tive sucesso na primeira vez, e cá estou eu, num apartamento minúsculo (mas que já tem muito mais a minha cara do que o anterior), com o coração ainda em frangalhos desde que caiu da mudança, porém esperançoso sempre (porque dos meus sonhos eu não desistirei nunca), trabalhando feito doida, e tentando não pensar nas coisas que me faltam porque Deus é muito bom e me dá muito mais do que eu preciso pra viver e pra ser feliz.

Mas eu entrei aqui para escrever aquilo que talvez seja a resposta para a pergunta que me fiz um dia desses: se sou assim gostosa, bonita, inteligente, trabalhadora, honesta, cheirosa, inteligente, divertida e etc etc etc (não me canso de achar todas essas coisas que fazem de mim uma mulher imperdível, porém solteira!), porque é que estou sozinha? Simples: meu público alvo é muito complicado. Explico: os únicos caras da face da Terra que me atraem são os mais velhos. Esclareço que chamo de mais velhos homens entre 40 a 50 anos. Esses caras encontram-se em três situações: ou são casados, ou são separados e não querem mais nem ouvir falar em casamento (nos dois casos anteriores eles são cheios de filhos e não querem continuar povoando a Terra), ou são solteirões (e se são solteirões eu é que não vou querer descobrir o problema deles!).

O que eu vou fazer diante de tal conclusão? Mudar de "público alvo"? Sei não... Provavelmente não. Diz aí!

Enquanto isso, estou me preparando para meu primeiro carnaval de verdade. Vou me esbaldar nos blocos de rua do Rio de Janeiro. Estou aqui tomando coragem para fechar a boca e morrer de fome até lá, tudo isso pra ver se diminui um tantinho essa minha pancinha indiscreta. Ainda bem que comprei biquinis novos um dia desses.

Bora pra lá? Beijos!

Nenhum comentário:

Aplicada a conhecer e entender de Cinema

Então... há algum tempo eu ando incomodada com o meu pouco conhecimento sobre cinema aliada a uma péssima memória dos filmes que assisto. Co...