Meu presente de natal

Papai Noel, querido...

Ontem me perguntaram qual era o meu pedido de Natal... e eu fiquei com medo de responder. Eu, que sempre soube que teu nome é Deus, eu, esta menina pequena que sempre se comporta bem, mesmo quando dá uma de doida e inconsequente, de acordo com o limite que Deus, meus pais e minha vergonha na cara me deram, venho pedir, de todo meu coração, que tu atendas meus pedidos de Natal:

  1. Quero me mudar pra Sampa tendo as mesmas excelentes oportunidades de trabalho e remuneração que tenho aqui em Brasília;
  2. Um novo amor e uma nova família pra chamar de minha;
  3. Um canto pra eu construir um ninho bem gostoso.
É isso. Eu sei que todo mundo quer, e eu nem mereço mais do que todo mundo, mas pedir com fé não custa. Cheguei até mesmo a pedir isso numa daquelas cartinhas que as crianças carentes mandam para os Correios, e que eu mesma recebi uma e dei uma de mamãe-noel neste natal... mas confesso que fiquei com medo de um carteiro vir bater aqui em casa. Nunca se sabe o que vai acontecer, né Papai Noel? Vai que o cara não é bem do jeitinho que eu quero! Ah Deus, Tu sabes de todas as coisas e conhece cada desejo do meu coração.

Feliz Natal!

Comentários

Leo disse…
Fico feliz toda vez que recebo sua visita, porque te acompanho desde seu antigo blog, e acho incrível como as pessoas, mesmo distantes e nunca tendo se visto pessoalmente, de certa forma se conhecem. Desejo muito sucesso para seus pedidos, pois o mais importante vc já tem: Fé!
Elizabeth Maia disse…
É isso aí, Leo. nossa amizade bloguística é desde 2004, ou alguma data próxima disso. Fico feliz por isso. Obrigada pela visita e pelos votos. Beijo pra você!

Postagens mais visitadas deste blog

Iluminação sem gesso

Cortinas para a casa nova dos meus amigos Lai e Lu

Discurso que proferi na minha colação de grau do curso de Arquivologia, da UnB, dia 03 de fevereiro de 2009, em Brasília.