domingo, 22 de agosto de 2010

fetiche

Aqui em cima deste salto,
sou eu.

Te piso devagar.
Não para te machucar, 
mas para te prender.
Te quero de novo.


Brasília, 04/08/2010
17h29

Nenhum comentário:

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...