quarta-feira, 28 de julho de 2010

Mordaça

A minha voz muda
é uma mordaça do corpo
que sem asa,
se arrasta.
A minha voz muda
É uma canção silenciada e morta
E morte é silêncio
do sonho
mordaça
Mas o que me consome
o que me tira o sono
o que nao sacia
É o vôo macio e sem pouso
da  voz
que é minha alma.

19/07/2010

Nenhum comentário:

Aplicada a conhecer e entender de Cinema

Então... há algum tempo eu ando incomodada com o meu pouco conhecimento sobre cinema aliada a uma péssima memória dos filmes que assisto. Co...