Just fly, girl!

Vou parir a lava de um vulcão
quente e arrasadora
Para apagar quanquer marca que ficou do passado

Depois vou abrir as asas e voar longe

Com um sopro vou afastar a nuvem negra
pra afastar o mau que me arrasou
O vento das minhas asas vai tirar o pó que a ruina espalhou

Com o som da minha voz vou recriar
semear as flores que o calor queimou
reconstruir
Realinhar


Estou livre, e posso fazer o que quiser

E vamos ficar em paz
com cada coisa em seu lugar.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Iluminação sem gesso

Cortinas para a casa nova dos meus amigos Lai e Lu

Discurso que proferi na minha colação de grau do curso de Arquivologia, da UnB, dia 03 de fevereiro de 2009, em Brasília.