quinta-feira, 20 de maio de 2010

Socorro!

"Socorro, alguém me dê um coração
Que esse já não bate, nem apanha
(...)
Socorro, alguma rua que me dê sentido
Em qualquer cruzamento, acostamento, encruzilhada..."
Composição: Arnaldo Antunes/Alice Ruiz

Nenhum comentário:

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...