Socorro!

"Socorro, alguém me dê um coração
Que esse já não bate, nem apanha
(...)
Socorro, alguma rua que me dê sentido
Em qualquer cruzamento, acostamento, encruzilhada..."
Composição: Arnaldo Antunes/Alice Ruiz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Iluminação sem gesso

Cortinas para a casa nova dos meus amigos Lai e Lu

Discurso que proferi na minha colação de grau do curso de Arquivologia, da UnB, dia 03 de fevereiro de 2009, em Brasília.