:(

Eu tenho a impressão qua a minha vida é agridoce. As pernas doem e eu não posso parar de caminhar... O coração para e e o sangue prossegue correndo. Como pode?
Hoje fiquei assustada com o choro da minha mãe ao telefone. Por que as pessoas que a gente ama sofrem? Por que não consigo proteger meus pais, meus irmãos e meus irmãos?
Não sei. É assim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Iluminação sem gesso

Cortinas para a casa nova dos meus amigos Lai e Lu

Discurso que proferi na minha colação de grau do curso de Arquivologia, da UnB, dia 03 de fevereiro de 2009, em Brasília.