quinta-feira, 15 de abril de 2010

Viver não é preciso

Meninaaaaasss...
Semaninha cheia de emoções e altos e baixos... ô coisa agoniante!
Quero mudar pra São Paulo e pretendo fazer isto ainda este ano. Mas as coisas não parecem andar... e por isso tenho vontade de empurrá-las. Enquanto isso, continuo por aqui, e preciso resolver minha vida.
Estou agoniada querendo sair deste trabalho. Esta semana achei que finalmente havia resolvido isso... e quando vi... bati na trave! Assim como bati na trave no concurso do Ministério da Saúde. Recebi ainda outra proposta (muito boa, aliás, perfeita), mas tô calejando... e só vou me sentir vitoriosa quando finalmente acontecer. Viver não é mesmo preciso! Tô agoniada!
Comecei a ler um livro chamado "O primeiro terço", do Neal Cassady, e li um trecho ontem que diz exatamente como me sinto agora:
 "Há uma experiência que se tem pocas vezes na vida e que se concentra naqueles segundos de antecipação antes que seja dada a resposta a uma pergunta que cresceu tanto em importância que parece determinar o destino de uma pessoa irrevogavelmente.
E eu tô exatamente neste instante. Graças a Deus tenho amigos, que além de me trazerem sempre notícias boas, ajudam a aliviar o peso dos meus dias alucinados! 
Beijos!

Nenhum comentário:

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...