Pai, eu pequei!

Dia de notícia ruim é Ph$d%!

Cheguei em casa às 19h30, preparei o meu shake de areia com banana (porque é esse o gosto que tem o sabor baunilha daquela marca de produtos emagrecedores carésima!), bebi com pose de atleta (me achando a última coca zero do deserto, ainda mais depois de ter a eliminação de dois quilos confirmada pela balança do médico que fui hoje a tarde), sentei-me ao computador para trabalhar, e às 23h cedi à tentação que me rondava desde hoje de manhã cedinho: raspei o sorvete que estava no congelador.

Aí as magrezas de plantão hão de perguntar: "Mas que diabos você fazia com um sorvete dentro do seu congelador?"

Respondo: no último domingo a minha amiga de longa data, a Zuli (nos conhecemos desde a 6ª série - isso foi em 1993 genteeeeeeeee!!!) veio com as três crianças dela e o simpático esposo. Eu, querendo arrazar com a meninada sem ter que ficar horas na cozinha, comprei um potão de sorvete. E sobrou. :(

Sim, Pai, eu pequei contra o meu corpo, e contra o compromisso de ser disciplinada no meu intuito de eliminar uns quilinhos. Amanhã eu recomeço o herbalPH#D%!

Pelo menos, agora eu começo a ver que esse lance de perder a noção alimentar pode ter mesmo um motivador emocional.

Prossigamos. Comecei o ano com 84 quilos. Estou com 82, e o mês ainda nem acabou!!!! Fé na vida, minha gente, e na dieta!

Beijos

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Iluminação sem gesso

Cortinas para a casa nova dos meus amigos Lai e Lu

Discurso que proferi na minha colação de grau do curso de Arquivologia, da UnB, dia 03 de fevereiro de 2009, em Brasília.