quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Repertório de Ano Novo

Eu avisei que AMO o Ivan Lins. Sabe aquelas músicas de Natal chatérrimas que a Simone canta? Pois é, a maioria são deles. (Afinal de contas, não é sempre que se acerta, né, minha gente?). E para compensar ele nos presenteia com estas duas lindas letras abaixo.

Desejo que você lembre destas letras, em 2010, e tenha mais força, mais fé, mais garra... e que com isso o seu novo ano seja o melhor da sua vida!




Melô da Amélia Gostosa

Até que enfim o blogspot voltou à ativa, né minha gente? Tão estranho ler os bloguitos só pelo Google Reader...

Enfim... Passei aqui porque estava doidinha pra dividir uma música com vocês. Contextualizando: Cozinho poucas vezes durante o ano, mas quase sempre coloco pra rolar um DVD do Ivan Lins, que é um cantor e compositor que eu não me canso de amar, de escutar, de ver, de indicar, de pesquisar... (alguém escreve, por favor, a biografia dele?). Entãooooo... hoje, ao temperar um frango (que irá ao forno amanhã), eu coloquei o DVD e seeeempre amo esta musiquinha aqui abaixo. Espero que gostem.




Me sinto uma Amélia gostosona cozinhando e ouvindo isso. kkkk

No próximo post vou falar do Ivan Lins também.

Beijos

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

Mensagem de Natal

Meus queridos,

Passei aqui para agradecer a companhia de cada um de vocês durante o ano de 2009.  Deixo o meu agradecimento aos amigos que chegaram em 2009 e aos que chegaram antes e permaneceram. Cada um de vocês foi e é muito importante para mim e eu espero que estejamos juntos em 2010.

Desejo a todos um 2010 de muitas realizações e muito sucesso.

Um abraço carinhoso!


--
Elizabeth Maia

www.organella.blogspot.com



 

terça-feira, 22 de dezembro de 2009

natal, compras, Goiânia

De verdade? Eu detesto passar o Natal em Brasília. Odeio não estar perto dos meus queridos parentes manauaras. Fico triste, choro com as matérias jornalísticas de fim de ano (quem viu o Fantástico do domingo passado sabe do que estou falando), acho tudo um tédio sem fim. A única coisa que acontece em Brasília esta época são as chuvas com hora marcada... e em janeiro piora. Fui criada acostumada com casa cheia, um Natal para cerca de 50 pessoas na casa da minha vovozinha... E este ano passarei mais um natal sem graça. Ai que saco!  Estou irritada porque não terei recesso de fim de ano no trabalho. Enfim... este mês de dezembro tá de lascar!
Todo mundo cansa de avisar que não se deve deixar as compras de natal para a última hora... No último fim de semana eu fui até Goiânia, cidade que fica há duas horas da minha casa, a convite dos meus amigos Queline e Walney, a fim de verificar preços de salas de jantar (para comprar apenas no ano que vem, na época de liquidações, né benhê?) e aproveitei para ver preços de outros itens decorativos como plantas (artificiais! Cansei de matar de sede plantinhas indefesas), vasos e outros objetos de decoração. Para quem está em Brasília, vale uma visitinha em Janeiro, época de promoções. Os preços lá valem a pena para quem não precisar pagar frete do que for comprado. A rua Jamel Cecílio é um bom ponto para quem quer ver lojinhas de móveis e objetoss. Mas, quem quer mandar fazer os móveis e ter aquele precinho direto da fábrica é bom dar uma pesquisada no Jardim Guanabara.
Aprendi tudo isso num sábado. Viu, Queline, como sou esperta? rs... E para quem se amarra numa feira, não pode perder o sábado na Feira da Lua. Lá tem muita coisinha legal para a casa e para a pessoa, mas o forte mesmo são os adereços pessoais. Era o último sábado antes do Natal, a feira estava LOTADA e o sol estava de rachar. Ou seja: fiquei zonzinha e praticamente não aproveitei. Voltarei. Com certeza.
Um beijo!

quinta-feira, 17 de dezembro de 2009

Música nova!

Adoro descobrir músicas novas. Esta aqui, cuja letra esta aí embaixo, eu ouvi no dia do meu aniversário. Vai me dizer que a Rádio não tocou em minha homenagem? ;) Outras duas muito lindas que ela tocou na sequência foram: Noites Cariocas (numa versão cheia de suingue com a Gal Costa!) e Conversa de Botequim, com o João Nogueira. Vai me dizer que não foi um presentão? Cheguei serelepe no trabalho depois desta trilha sonora.
BASEADO EM FATOS REAIS
Bangalafumenga - Pedro Luís ou Rodrigo Maranhão?
Eu trago meu encanto
A minha alegria
Palavra por palavra inventando poesia
Sonhando mar adentro
Nem Rio, nem Bahia
Me criei numa travessa longe de Maria
E com as mãos vazias voa meu pensamento
Eu tenho dez mil anos e muito conhecimento
A minha fé me guia, preciso estar atento
Eu sou o samba, já nasci faz muito tempo
Depois fui perseguido
No meio da rua
Modificaram minha estrutura
Eu tô no samba-funk, tô no sambalanço
Tô na batucada
Minha rede eu mesmo tranço
E na sociedade, agora sou aceito
Quem vai dizer que nunca sofreu preconceito
A minha fé me guia, e com todo direito
Eu sou o samba, e canto de qualquer jeito
Pra quem só me respeita de sapato branco e terno
Saiba que o partido alto sempre foi moderno
E continua eterno
Permanecerá
Uma jóia da cultura popular
Batuque envenenado
Muita coisa no ar
Se prepara porque a cobra vai fumar
A minha fé me guia, eu preciso tocar
Só mais um samba
Diz que Deus, diz que dá
Ainda no meu niver ganhei o livro "1001 discos para ouvir antes de morrer". Percebi que poucos discos brasileiros estão ali. Se um dia eu tiver tempo e coragem, copio o Zeca Camargo e faço uma lista (não como a dele, que não inclui muita produção nacional), porém bem mais modesta de discos brasileiros para se ouvir antes de morrer.
Alguém se habilita a colaborar?
Beijos

quarta-feira, 16 de dezembro de 2009

Quem sou eu aos 28 anos

Ontem eu comemorei meu aniversário numa pizzaria aqui de Brasília, e amei a presença de muitasd pessoas queridas. Aproveito para agradecer a todos que compareceram. Aproveito para agradecer também os muitos presentinhos que ganhei. Para minha casinha, amei ter ganhado isto aqui. Será muito bem aproveitado!
 
Quando resolvi escrever este título fiquei em dúvida se seria uma pergunta ou uma resposta. Penso que se eu colocasse uma interrogação soaria como uma pessoa que ja viveu uma pequena parte da vida e ainda não se encontrou de nenhuma forma. Logo, soaria falso. Mas eu também não tenho a pretensão de já ter encontrado a resposta para essa pergunta.
 
Eu ainda não sei quem sou, mas sei que tenho algum caminho andado... caminho que me moldou, que me deu características. Então, resolvi reuníl-las aqui. Esta não é uma reflexão daquelas que pretendem atingir uma certa profundidade. Pelo contrário, não tenho nenhuma pretensão, senão a de reunir num post algumas das características que me fazem.
  1. Nasci às 15h40 do dia 15/12/1981 em Manaus/AM e sou negra;
  2. Sou casada. Meu marido é músico, e eu adoro isso. Temos uma afinidade musical incrível. Acho que eu não poderia ter casado com outra pessoa. Ai meu Deus, como ele é cheiroso! rs...
  3. Sou uma pessoa ligeiramente estressada porque sempre "vou com tudo", me entrego demais. E da mesma forma que vou, volto fácil. rs... Gosto que o retorno dos meus investimentos na carreira, no amor e na vida venham com certa celeridade;
  4. Não sou muito paciente mas sou a tolerância em pessoa. Eu juro que uma coisa é diferente da outra!
  5. Dou um esporro com o mesmo sorriso no rosto com que faço uma gracinha. Algumas pessoas me acham engraçada, outras me acham ranzinza... mas a maioria acha que consigo ser as duas coisas ao mesmo tempo;
  6. Estou gordelícia (1,71m e 81 kg), mas se duvidar estou mais sexy agora do que quando tinha um corpinho de modelo (1,71m e 57 kg); kkk
  7. Como deu pra ver no item anterior, não costumo ser modesta;
  8. Sou muito inteligente, aprendo fácil e tenho uma memória incrível. Mas sou um pouco preguiçosa e extremamente indisciplinada;
  9. Não tenho talentos culinários ou qualquer tipo de habilidade manual. Só não sou péssima dona de casa porque as vezes me esforço. E adoro quando rola uma faxineira!
  10. Meus dotes artísticos se manifestam na música. E só nela! Mas as vezes penso que conseguiria fazer qualquer coisa se eu fosse um pouco mais disciplinada;
  11. E por falar em música: sou extremamente crítica em tudo (tudo que acho que conheço). Amo música brasileira, e me considero bastante conhecedora do repertório nacional. Ao passo que sou ligeiramente ignorante com música dos outros países.
  12. Tenho facilidade para conhecer pessoas, mas amigos construo com tempo, e gosto de manter as amizades que faço;
  13. Não trabalho com o que sempre sonhei, mas sou completamente feliz com a escolha que fiz. Sou bacharel em Arquivologia, e gosto muito do que faço;
  14. Sou meio lerdinha, mas gosto de dar atenção às pessoas;
  15. Sou muito organizada mas por pura necessidade, porque me envolvo com tudo que posso. Mas não sou doente, nem neurótica, nem nada disso. Me limito a querer que a vida funcione com eficácia.
  16. Em relação à moda: sou ignorante, mas sei o que meu estilo está entre o clássico e o hippie. Aliás, sei também oq ue fica bem ou não no meu corpinho ligeiramente robusto;
  17. Decoração: é minha mais nova paixão!
  18. Adoro livros, e quando tenho tempo, devoro um atrás do outro. Não curto muito estes best-sellers de adolescente, mas se um cair na minha mão, com certeza lerei sem demora (como aconteceu com O Código da Vinci e Lua Nova);
Bem... é mais ou menos isso. Se alguém lembrar de alguma coisa (inclusive dos defeitos) pode comentar aí em baixo. Hoje a tarde vou fazer uma listinha de metas para o ano de 2010, aproveitando que as metas para a casa já estão prontinhas aí no post anterior.
 
Beijos!

sábado, 12 de dezembro de 2009

Desafios da casa em 2010

Oi pessoal! :D

Todo ano, antes de acabar o mês de dezembro, eu faço uma listinha de coisas que eu tenho que realizar, conquistar, adquirir, transformar, me tornar (e etc) durante o próximo ano. Confesso que já levei isto mais a sério, e já me dediquei mais pelos meus projetos. Porém, hoje estou mais tranquila em relação a isso porque a idade (que aumentará para 28 anos na próxima terça) já me mostrou que "viver não é preciso".

Dentre as coisas que eu preciso fazer em casa (que é praticamente tudo!), destaco:

  • Concluir os armários da cozinha;
  • Colocar armários nos banheiros;
  • Pintar a casa;
  • Instalar o roda-teto;
  • Comprar a bicama do quarto de hóspedes;
  • Instalar as prateleiras para minha biblioteca;
  • Comprar os móveis da sala de jantar;
  • Trocar as luminárias.

Haaaaaaaaaaaaaaaaaaaja dinheiro! Ainda bem que sonhar não custa... e eu que não sou mulher de dormir no ponto, vou fazendo devagarinho e de repente consigo. Entre as coisinhas miúdas estão:

  • Emoldurar meus posteres;
  • Trocar as tomadas (não que sejam feias, nem velhas, mas podem melhorar bastante);
  • Decorar os cômodos (ah... decorar! O céu é o limite! rss....);
  • Comprar tapetes;
  • Trocar algumas peças da minha cozinha: comprar novo jogo de pratos; renovar os talheres; comprar canecas (detesto aquelas xicarazinhas de café que não dão pra nada), muuuitas coisas.

Além disso, eu pretendo melhorar meu desempenho na cozinha também, e quero fazer uns cursos de culinária. Mas isso eu só vou fazer se der tempo, porque se 2010 for igual este ano que está acabando, é porque não terei tempo nem pra mim, muito menos para a cozinha.

Organizando dá. Não é? Aproveitando a deixa, confira aqui as dicas de organização da Organella.

Beijos! Aproveitem o sabadão!

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

Outra casa de amiga

Helloooo, people!

Vim aqui mostrar uma casa pra lá de charmosa de uma amiga que tem muito bom gosto, mas mesmo assim, preferiu ouvir a opinião de uma designer. Esta pessoa querida mora nos Estados Unidos e levou a maioria dos móveis daqui do Brasil para lá. Ela disse que as pessoas, quando chegam na casa dela, pegam nos móveis para apreciar tanta madeira, e eu fiquei aqui imaginando como deve ser esquisito sua visita ficar apalpando seus móveis... rs... Funcionou assim: a designer deu algumas dicas e o casal morador pegou as idéias e adaptou de acordo com o orçamento disponível para a decoração. E ficou um conforto bem brasileiro pronto para receber qualquer viajante internacional.


Esse vermelho todo aqueceu a ampla sala. E esse quadro de madeira eu já vi na casa dela aqui no Brasil, que também era muito charmosa!



Amei os quadros apoiados na lareira. A cara dos moradores impressa na decoração.



Essa mistura de verdinho nas paredes com o branco do sofá e as madeiras da cozinha (de onde tenho certeza que saem comidas de-li-ci-o-sas!) me deixam muito calma.



Agora fiquei confusa. São duas lareiras? Olha o Papai Noel ali dando uma aquecidinha, gente! Olha ali também os quadrinhos com os azulejos da Cris Conde! :D E o piano... ah... esse piano!

Neve iniciando a cair na varanda para garantir um Natal digno de filme. ;)



Essas mandalas na paredeeeeeeeee. Vou procurar algo parecido para minha casa. Juro!


Árvore de Natal linda :D



Quando o Papai Noel chegar pode deixar os presentes na árvore. Mas eu deixaria aí neste aparador/penteadeira. E aproveitaria o espelho pra dar uma conferda no visual! hehehe



O basement foi aproveitado para um amplo Home Theater
Gostou? Eu amei!! :D

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

Sexta fria

Sexta-feira escura, fria, chuvosa.
Peguei um engarrafamento danado pra chegar no trampo. Na volta, o congestionamento promete! Estou doida pra chegar na minha cama, no meu quarto, e dormir beeem gostoso. Meu quarto não é o maravilhoso da foto, não, (esse aí me aquece só em olhá-lo), mas me atende muito bem. Amanhã a diarista vai lá pra casa. Será que desta vez dá certo? Ando sem sorte com faxineiras. Queria tanto acertar com uma. Já estou aqui fazendo a listinha de afazeres (ou seja, tudo! Há meses minha casa não recebe ajuda especializada!). Tomara que ela não fure.
Bem, meu sábado será de afagos à minha casa (forma glamurosa de dizer que vou fazer faxina com a dodó), e se der tempo vou dar uma melhorada no visual também. Depois disso todo só me resta energia para beber alguma coisa e assistir um filme. Esse friozinho pede vinho e comédia romântica açucarada.
Programão de sábado, né? Em pensar que há pouco tempo atrás eu dormia até 14h no sábado, passava a tarde no salão e depois saía por aí... Fazer o quê?
Beijos!

Aplicada a conhecer e entender de Cinema

Então... há algum tempo eu ando incomodada com o meu pouco conhecimento sobre cinema aliada a uma péssima memória dos filmes que assisto. Co...