terça-feira, 26 de maio de 2009

"chegar e partir são só dois lados da mesma viagem..."

Oi gente!

Sabe aquelas coisas que a gente passa a vida inteira odiando, até que num belo domingo de sol você descobre que simplesmente AMA e não consegue mais viver sem aquilo? Pois é... isso aconteceu comigo. Eu vivia zoando o maridex porque ele adorava comer sucrilhos, dizendo que isso era coisa de criança entupida... e não é que viciei na guloseima? Domingo passado eu fiquei o dia todo comendo sucrilhos com iogurte, por pura preguiça de sair pra almoçar uma comida decente... batata: fiquei malzona... e tô até hoje aqui à base de muito chá de boldo.. eeeeca.

Esses últimos dias eu tenho ido bastante ao aeroporto para levar e trazer pessoinhas... e descobri que eu continuo amando aeroportos! Não sei... é um clima muito carregado de expectativas, de quem vai e de quem espera os que estão chegando. E eu adoro isso. Sem falar na diversidade de tipos curiosíssimos que circulam no local (sim, porque há tempos ele deixou de ser um local frequentado por ricos): a tia gorda que deixou a cebola cortada pela metade pra receber a irmã que vem de longe, a menina linda com cara de modelo que vem sempre muito fashion e com algum conforto, o executivo que está fazendo uma conexão, a família que chega de mala e cuia, a recepcionista do evento que espera sua comitiva, e os curiosos que ficam observando todo mundo e usando seu julgamento tosco para tentar imaginar quem é aquela gente toda que vai e vem num movimento cansativo, entre os quais eu me incluo.

Percebi que a minha fascinação infantil por aeroportos permanece. Fiquei pensando que existem duas formas de viver em aeroportos: mudando de profissão e virando aeromoça, ou ganhando muito dinheiro pra poder viajar bastante, curtindo e aproveitando. Como a vida das aeromoças me parece muito corrida, cansativa e solitária (eu e meus preconceitos... rs...), eu fico com a segunda opção... que também deve ser muito corrida e cansativa. Solitária não é porque eu sei que tem muita gente por aí correndo atrás do vil metal... rs...

Amanhã é meu dia de ser uma entre os que vão... cheia de expectativas e como sempre apressada. Amanhã, esta hora, eu estarei em Sã Paulo, com a minha querida amiga Dé. Espero aprender muito no curso sobre banco de dados para sistemas de arquivos... e tabém espero me divertir muito.

Bjins

Um comentário:

Carol Durce disse...

Se eu tivesse lido antes eu não teria feito o convite de sexta!!!!

Voltem logo pois estou com saudade!!!

Beijokas!

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...