quinta-feira, 2 de abril de 2009

Por que eu penso em você

Quem disse que isso não me serve para nada?

Quem disse que não vai a lugar algum?


Se isso tudo isso não der em coisa alguma,
me serviu de inspiração
para escrever...
E só por isso já valeu.


Você insiste em entender
por quê eu penso em você.

Sem razão.
Pra quê? Sei lá...
Só pra pensar!
Pra exercitar
Pra arriscar uma linha ou outra
no teclado ou no borrão

Parece que foi ontem,
mas há tempos é assim
Você chegou em mim
Enquanto eu coloria imagens em um balão

Vai e vem,
sem paixão,
só fantasia.

Coisa da minha cabeça doida.
Brinquedo mental
Amigo imaginário
Essas brincadeiras de menina
Esses vacilos de mulher
que ninguém entende
e nunca vai entender
por quê eu penso em você.

Um comentário:

Edna Vilas Boas disse...

È senhorita!

Esse seu texto só me lembra uma música"eu penso em vc" Ainda bem q ainda não iventaram a maquina de ler pensamento. kkkk
bjs

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...