Mais uns versinhos bobos: Prainha

Quero prainha
Água de coco da tua boca
Vento e sal dos teus cabelos
Maresia dos meus apelos
Fico louca
por prainha

Andar na tua areia
que é muita pro meu caminhãozinho
Onde carrego não só carinho
Mareia
Tô à caminho
Me espera!

Elizabeth Maia - 25/03/09, 17h45

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Iluminação sem gesso

Cortinas para a casa nova dos meus amigos Lai e Lu

Discurso que proferi na minha colação de grau do curso de Arquivologia, da UnB, dia 03 de fevereiro de 2009, em Brasília.