domingo, 26 de outubro de 2008

O meu tempo é agora

Quanto mais o tempo passa, mais eu entendo que não entendo nada de nada, mais eu percebo que a vida passa rápido e que é impossível absorver uma quantidade razoável de leituras, de músicas, de pessoas e de bons momentos.

O meu tempo é agora, e agora eu tenho que correr para que o tempo não passe vazio.

Um beijo. Boa semana!

Nenhum comentário:

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...