quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Tenho que fazer

Bom dia

Odeio que beijem meu cabelo. É poético, é gentil, mas não é nada prático. Eu tenho cabelo crespo... uso cremes para domá-lo... E a pessoa vem e beija meu cabelo... que merda. Ao contrário, se for pra me despentear, me faça um cafuné... que eu adoro...

Preciso descansar. Urgente. To querendo viajar pra Manaus no final do ano... Vamos ver se rola um paitrocínio... Tenho acumulado dois anos de saudade dos meus amigos, dos meus lugares, dos meus irmãos, das minhas tias, primos e primas, da minha vovozinha Huldinha... Quero conhecer os meus primos que nasceram nos últimos anos: João, Sara, Enzo, Lara, Joana, Lealzinho, Huldinha (a neta), e mais um monte que eu não conheço ainda. As mulheres da minha família gostam de parir. Percebeu, né? Só espero que gravidez não seja uma bactéria presente no ar do Amazonas, senão to ferrada! rs... Quero rever meus amigos! Esta semana eu conversei muito com um velho amigo, o Egner. Ele tirava um som tão bonito do violão... e era a cara do Zeca Baleiro. Foi ótimo reencontrá-lo. Quero rever Felipe, Milena, as Micheles, Hariade, a Raio... todo mundo! Que saudade da Elisa!!!

Também preciso fazer um curso na área de Arquivos, ainda este ano, para cumprir a minha meta mínima de um curso por ano, e até agora não fiz nada. Estou organizando uma viagem para fazer a oficina da Associação dos Arquivistas de SP. Se bem que está quase virando uma expedição, pois tem duas amigas querendo ir comigo: a Ecione e a Aline. Tomara que role. Será divertido.

O fim de semana promete ser animado: sábado, às 7 da manhã, vou participar da filmagem do novo curta do meu amigo Fred Burle (me achou de novo no Google, né, Fredzinho? rs...). Todos os curtas que ele faz são ótimos. Ele é um cara muito talentoso e eu tenho o maior orgulho de ser sua amiga. Depois da gravação tenho aula, e 12h30 vou me reunir com a turma que vai organizar o congresso de estudantes de Arquivologia do ano que vem, aqui em Brasília. Adoro me sentir assim tão viva... mas detesto o cansaço que me dá em me envolver e me doar assim...

Bjo pra vcs. Depois eu volto.

Um comentário:

Fred disse...

Tá-Dá!
Descobri de novo! Muitos tanques pelos elogios, Bethzinha!
Bjos e até sábado!

As multidões

Nem todos podem tomar um banho na multidão: ter o prazer da turba é uma arte. Só assim se pode oferecer, à custa do gênero humano, um b...